sexta-feira, 29 de julho de 2011

Luis Manuel Carvalho Alves e Orlando Alves Freitas



Dois homenzinhos
Ainda com físico de meninos... anos 80

sábado, 23 de julho de 2011

Tempo de Malhadas-10 Agosto 1989

Mais uma preciosidade!!!!
Será das últimas daquele tempo que por este tempo vinha a malhadeira para malhar o pão. Lembram-se das grandes medas que se faziam por aí... na capela, na eira do tio Domingos da Júlia, do tio Manuel Pinho, lá em cima na eira junto à casa tio Augusto Caco entre outras. Eram medas redondas que mais pareciam encostas de palha a embelezar os eirados. Neste periodo aproximava-se o pessoal, todos para ajudar: na meda a lançar os molhos,  na malhadeira a cortar e chegar os molhos, a guiar a palha para a degranha, outros a carregar a palha e, os donos, esses como se fizesse parte do ritual, junto à maquina a controlar o cereal precioso que caía nos sacos cuidadosamente escolhidos para o acontecimento. Nada podia falhar. A máquina não esperava, o tempo era precioso e o processo tinha que ser bem encarrilhados por todos quantos apereciam. Malhadas atrás de malhadas o dia inteiro. Pairecia o  espirito de entre ajuda! Mas no final, vinha a recompensa. De quando em vez uma bela merendola! Na sombra mais próxima estendia-se a toalha no chão e espalhavam o pão centeio ou a bola de carne, o presunto, sardinhas fritas ou atum de conserva, bacalhau desfiado com cebola, omeletes de linguiça ou cebola, umas azeitonas, sem faltar o vinho e a laranjada para a pequenada...!





*este video foi gentilmente cedido por Joaquim Barreira Machado

quinta-feira, 21 de julho de 2011

Primo Bernardo

Por razões que só a informática percebe, este anónimo que “disse” chama-se Luísa. Luísa  Bonvalot durante 21 anos. Bonvalot Condeço há 45. Luisinha ainda para muitos que cresceram com ela todos os Verões, em Vilela.
A mesma Vilela que o meu pai amava, onde cantava, fazia fotografia, e entre duas anedotas  - picantes - comia presunto e pão de centeio e bebia um copo na adega do Bernardo, com outros amigalhaços.
Entre as suas fotografias encontrei esta. E lembrei-me de três coisas.
Comecei a ir para Vilela aos oitos meses, mas nunca vi o Primo Bernardo a trabalhar a pedra por isso considero-a (a foto) um inédito...
Quando meu pai voltou de Vilela em Setembro de 1978, pesava menos 15 quilos do que um mês antes, quando tinha ido de férias.
Um cancro conduzia-o, aos 61 anos, para a meta final.
No hospital, disse-lhe que o primo Bernardo lhe desejava as melhoras. Que a Lena tinha escrito isso numa carta. O meu pai sorriu com um ar meio irónico  e esclareceu-me  assim o sorriso: “Os transmontanos não gostam muito de alardear sentimentos”... Aquele desejo era, pois, de  um grande AMIGO.
Não quero acabar este comentário com uma nota triste por isso vos conto ainda isto a que assisti:
“- Céuzinha, ó céuzinha!!!!!!!!!!!
-        Sim, paizinho....
-        Anda cá. Leva lá este jornal aos coelhos!
-        Aos coelhos, paizinho?????????
-        Pois. Já que não lhe dás de comer, eles sempre se entretêm com as notícias...”

sábado, 16 de julho de 2011

Srª Maria Barreira, Filomena e António

Mais uma bonita fotografia onde podemos ver a Srª Maria Barreira, sua filha mais velha, a Filomena e António Pinto

terça-feira, 12 de julho de 2011

irmãos Almiro e Céu

      Almiro e a sua irmã Maria do Céu sentados na JAWA de seu pai, Bernardo Sá

segunda-feira, 11 de julho de 2011

carrinha azul-anos90


Helder, Manuela, Tio Domingos e, Chico ao fundo

Curiosas fotos junto ao largo dos Olmos, onde a mocidade ali aparecia e contornava a famosa carrinha do Sr. Manuel Valoura.
Era um local muito acorrido nos anos 90. Pois nessa década a sede/bar do clube (CCRVT) encontrava-se instalada em frente ao largo. Bons tempos.

Joaquim Figueiredo, Manuel Valoura, Fátima, Martine, Luis,  Manuel e Marilena
Joaquim Figueiredo, Manuel Valoura, Carlos Maia, Paulo Jorge na espreita, Luís, Fátima e Martine

Fotos gentilmente cedidas pela Srª Guiomar Fernandes

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Filipe Caneca

Este miúdo chama-se Filipe Caneca . À data queria ser karateca, mas o destino encaminhou-o para jogador de futebol, muitos anos no Grupo Desportivo do Boticas, agora treinador das camadas jovens. Hoje já não usa tanto cabelo. Um abraço " lipinho"

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Vídeo da Sardinhada e Queimada em Moure

Aqui fica um pequeno vídeo do convívio em Moure.

domingo, 3 de julho de 2011

Sardinhada e queimada em MOURE

Dia 2 de Julho de 2011 pelas 20H00 teve inicio uma sardinhada convívio, brindado no fim com uma queimada galega e sátira à mistura. Gentes das três aldeias da freguesia ali acorreram fazendo a festa com muita participação, alegria e animação. Foi divertidissimo!...